Introdução ao Estudo de Atos


 “O livro de Atos é a continuação do esforço literário histórico-doutrinário-apologético que Lucas enviou a fim de explicar a vida e a significação do ministério de Jesus, o Cristo, como o seus propósitos, a sua vida e as suas atividades foram continuadas por meio do Espírito Santo, nas pessoas dos apóstolos do Senhor Jesus, e depois através dos seus convertidos, na igreja cristã primitiva”

Russell Norman Champlin

 

Não existe no cristianismo nada mais fascinante que a vida de Cristo. Ele é a figura central do cristianismo. Contudo, não podemos negar que a história da expansão da verdade a respeito de Cristo é também muito interessante, senão, igualmente fascinante. Nós podemos encontrar essa história registrada no livro de ATOS DOS APÓSTOLOS, onde lemos vinte e oito capítulos emocionantes. Alguns cristãos consideram como um dos textos mais fabulosos, dentre todos os escritos existentes. Dentre eles podemos citar o Pastor J. Sidlow Baxter que diz que  “pena alguma jamais escreveu um registro mais irresistível. Se esses acontecimentos memoráveis não provocarem a imaginação e nem despertarem as emoções de qualquer leitor realmente interessado, nenhum outro o fará[1]“. De forma pouco diferente os autores Carson, Douglas Moo e Leon Morris afirmam que o livro de Atos é uma fascinante viagem, embora muito rápida, “ao longo de três decênios de história da igreja[2]“. Ou seja, Atos é um livro incrível, que merece nossa atenção e estudo.

Todo esse fascínio provocado pelo texto de Atos dá-se em função da redação da carta, que juntamente com o Evangelho de Lucas e a Epístola de Hebreus “contém a redação grega mais culta de todo o Novo Testamento[3]”. Não podemos negar que os fatos narrados nesse livro são categoricamente bem arranjados. É impossível lê-lo sem notar a mente do autor por trás da forma clínica de avaliação da história. É bem certo que alguns estudiosos afirmam que os discursos são implementados pelo autor, por vezes modificados, ou ainda, que os discursos encontrados em Atos são na verdade são citações literárias improvisadas. Contudo, não existe como fazer tal afirmação, do mesmo modo que não podemos assegurar que o autor deixe no texto exatamente as palavras de todos os discursos encontrados. O que é certo é que o autor “nos brinda com o cerne acurado do que for a dito[4]“.

Atos é o único livro do Novo Testamento que dá continuidade aos acontecimentos narrados nos quatro evangelhos canônicos. Nenhuma outra escritura do NT é tão rica em detalhes a respeito da continuidade histórica da obra de Cristo. Podemos até considerar que o Livro de Atos é o pano de fundo histórico sobre o qual podemos compreender os escritos posteriores, tais como as epístolas, sobretudo as paulinas. Sobre isso, John Walvoord e Roy Zuck citam F.F. Bruce que diz: “É a Lucas que devemos agradecer pelo coerente relato da atividade apostólica de Paulo. Sem Atos, nós seríamos incalculavelmente pobres [em relação ao entendimento do empenho de Paulo][5]

O que podemos dizer, a princípio, é que no livro de Atos podemos encontrar “um esboço da história da igreja, começando nos seus dias mais primitivos, em Jerusalém, até a chegada de seu maior herói – Paulo – na principal cidade do império romano[6]“. Contudo, o mais importante é que podemos notar como era estabelecida a vida cotidiana dos cristãos, sua importância dedicada à convivência comunitária, à pregação do evangelho, ao aprendizado das doutrinas cristãs, entre outros fatos. Sem contar que podemos, de uma perspectiva mais abrangente, notar a oikonomia de Deus na história do seu povo, bem como os grandes feitos realizados por Deus por meio deles. Isso é, sem sombras de dúvidas, o maior benefício encontrado neste livro.

Por que estudar o livro de Atos?

Mas, talvez você esteja se perguntando: “Qual é a necessidade de estudar Atos, um livro tão grande?“. A resposta para essa pergunta vai nos orientar e nos ajudar a compreender a importância que esse livro tem para a vida dos cristãos de hoje. Devemos nos lembrar sempre que o aproveitamento deste livro está intimamente ligado às expectativas que temos dele. Por isso, podemos responder a pergunta em pauta da seguinte maneira:

Porque é o único documento histórico sobre a expansão do evangelho escrito antes do III século:

Bastaria esse fato isolado para darmos devida atenção a que Atos nos conta. Sem o registro de Lucas, os cristãos de todos os tempos estariam virtualmente desprovidos de qualquer informação a respeito do desenvolvimento inicial  e a propagação do cristianismo primitivo.

Porque nos fornece padrões para a vida da igreja:

Não podemos esquecer que Atos nos demonstra aquilo que é essencial e vital para a experiência comunitária da igreja. Atos nos brinda com os pontos mais importantes da vida comum dos participantes da igreja, que está além de sua organização, mas antes, focalizada no seu organismo.

Porque nos fornece princípios para o trabalho missionário

O livro de Atos é também marcante, pelo fato de que boa parte de seu conteúdo é focado no empenho missionário do Apóstolo Paulo. Assim, podemos retirar, das experiências registradas, princípios que vão nos orientar a respeito da tarefa missionária da Igreja.

Porque nos oferece o pano de fundo histórico para boa parte das epístolas:

Também é obra de grande valia na ajuda que nos presta para melhor entendermos as epístolas paulinas, que constituem um porção avantajada do volume do Novo Testamento, posto que lhes provê valiosas informações de pano de fundo histórico.


[1]BAXTER, J. Sidlow. Examinai as escrituras. Vida Nova:São Paulo. Vol 6, pp.9.

[2]CARSON, D.A.; MOO, Douglas J.; MORRIS, Leon, Introdução ao Novo Testamento. Vida Nova:São Paulo. pp.204

[3]GUNDRY, Robert H. Panorama do Novo Testamento. Vida Nova:São Paulo. pp.238

[4]Idem, ibid.

[5]WALVOORD, John; ZUCK, Roy, The Bilble Knowledge Commentary. Parsons Tecnology

[6]LADD, George Eldon. Teologia do Novo Testamento. Juerp:Rio de Janeiro. pp.295

About these ads

4 comentários sobre “Introdução ao Estudo de Atos

Os comentários estão desativados.