Esboço de Filipenses


Recentemente visitando o blog Veritatis Verbum, organizado por Lucas Rangel, grande amigo de longa data, encontrei um post que muito me chamou a atenção: Um esboço da carta de Filipenses.

Como realmente gosto de esboços que representem o texto, mas também tenham seu toque de personalidade, encontrei nesse esboço um exemplo de trabalho bem feito disponibilizo para os leitores do Teologando.

Bom Proveito!

==========================

Contexto:

  • Autor: Paulo (1.1)
  • Local de Escrita: Roma (1.13;4.22)
  • Data: 61 a.D.
  • Destinatários: a Igreja em Filipos. Esta igreja fora fundada por Paulo na sua 2ª viagem Missionária sendo a primeira igreja européia (At 16). Filipos deve seu nome a Filipe da Macedônia, pai de Alexandre, o Grande. Sua posição entre Roma e a província da Ásia a privilegiava como importante rota de comércio. Era uma igreja gentílica.

Propósito:

Louvar a Deus pelo seu crescimento e encorajá-los à unidade, alegria e amor no serviço de Cristo e no serviço uns aos outros.

Mensagem:

Alegria e unidade no serviço a Cristo e uns aos outros. Os termos “alegria” e “alegrar-se” (chara, chairo) ocorrem 14 vezes.

Esboço:

  1. Saudação inicial: Paulo e Timóteo desejam a graça e a paz de Cristo aos líderes e demais crentes da igreja de Filipos (1.1-2)
  2. Sofrimento (1.3-30)
    1. Paulo se alegra com a colaboração e piedade dos filipenses, mesmo estando preso (1.3-11).
    2. Paulo se alegra em Cristo a despeito de seu sofrimento e estimula os filipenses a seguirem o seu exemplo (1.12-30).
      1. Paulo se alegra com a expansão do evangelho mesmo estando preso (1.12-18).
      2. Paulo se alegra pois sabe que Cristo será exaltado por sua libertação ou por seu martírio (1.19-26).
      3. Paulo exorta os filipenses a permanecerem unidos na luta pela fé, ainda que lhes sobrevenha sofrimentos como estava ocorrendo com o Apóstolo (1.27-30).
  3. Submissão (2.1-30)
    1. Paulo exorta os filipenses a completarem a sua alegria praticando a humildade como Cristo exemplificou (2.1-11).
    2. Paulo exorta os filipenses a continuarem cultivando a submissão a Deus por causa do exemplo de Cristo para se diferenciar do mundo (2.12-18).
    3. Paulo demonstra a submissão que ele espera dos filipenses nos exemplos de Timóteo e Epafrodito (2.19-30).
  4. Salvação (3.1-4.1)
    1. Paulo destaca a alegria de possuir a Salvação pela fé em contraste com a inutilidade dos valores dos judaizantes (3.1-11).
    2. Paulo afirma o caráter dinâmico e transformador da salvação em contraste com o perfeccionismo e a libertinagem (3.12-4.1).
  5. Santificação (4.2-20)
    1. Paulo ordena aos filipenses que vivam a santificação através da reconciliação, da amabilidade, da oração e do cuidado com as próprias mentes (4.2-9).
    2. Paulo agradece as ofertas enviadas pelos filipenses, ensinando-os, pelo exemplo, a viverem uma vida de simplicidade e desprendimento (4.10-20).
  6. Saudação final: Paulo se despede dos seus leitores com o cumprimento dos que estão com ele e clama pela graça de Deus sobre os seus leitores (4.21-23).
About these ads