Jesus é Deus de acordo com as Escrituras


No Teologando já demos muita atenção a dilemas de tradução em Jo.1.1 na tentativa de responder a pergunta: Jesus é Deus ou [um] deus? Já temos demonstrado que de acordo com a gramática grega é altamente improvável que a Tradução do Novo Mundo esteja correta na tradução que oferece a esse verso.

(Para mais informações leia Jesus é Deus ou [um] deus?)

Entretanto, gostaria de observar um argumento oferecido pelo autor anônimo do livreto “Should you believe in Trinity” publicado pela Watchtower Society. Na página 194 o autor está a tratar da tradução de Jo.1.1 e chega a considerar o valor do contexto bíblico para se decidir como traduzir o texto em pauta. Observe o que ele defende:

quando o contexto exige, os tradutores podem inserir um artigo indefinido diante do substantivo nesse tipo de estrutura oracional. Mas será que o contexto exige um artigo indefinido em Jo.1.1? Sim, pelo testemunho de toda a Bíblia de que Jesus não é o Deus Todo-Poderoso[1].

Segundo o autor desse livreto, o todo das Escrituras demonstra que Jesus não é Deus. Ora, há dois problemas nessa afirmação: Primeiro, se o todo dissesse que Jesus não é Deus, mas Jo.1.1 disse que Ele o é, o todo deveria ser repensado a partir dessa única ocasião. O que se quer dizer com isso é que para esse autor, o todo das Escrituras, segundo sua compreensão e teologia, deve definir uma ocasião de difícil decisão gramatical. Portanto, pouco importa o que o texto realmente diz, se o todo diz o inverso, esse particular deve amoldar-se a ele. Isso é uma falácia terrível!

Segundo, o todo das Escrituras realmente testemunham que Jesus não é Deus? Esse é o problema fundamental dessa afirmação: Estabelecer como verdade um fato não verificável diante das escrituras e aplicá-lo a um texto de difícil tradução como Jo.1.1.

É por essa razão que escrevo esse post, apenas para transcrever algumas declarações das escrituras que demonstram que tal afirmação não apenas é falsa, mas induz pessoas a mentira e a falsidade defendida pela STV e as Testemunhas de Jeová. Nesse post pretendo não realizar muitos comentários sobre os textos, apenas apresentá-lo de tal forma que a verdade das escrituras fique clara.

1. Quantos deuses verdadeiros existem?

E a vida eterna é esta: que te conheçam a ti, o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste. – João 17.3

“Ouve, Israel, Yahweh, nosso Deus, é o único SENHOR” – Deuteronômio 4.6

Assim diz Yahweh, Rei de Israel, seu Redentor, o SENHOR dos Exércitos: Eu sou o primeiro e eu sou o último, e além de mim não há Deus. – Isaías 44.6

Eu sou o Yahweh, e não há outro; além de mim não há Deus; eu te cingirei, ainda que não me conheces – Isaías 45.5

Olhai para mim e sede salvos, vós, todos os limites da terra; porque eu sou Deus, e não há outro – Isaías 45.20

Vede, agora, que Eu Sou, Eu somente, e mais nenhum deus além de mim; eu mato e eu faço viver; eu firo e eu saro; e não há quem possa livrar alguém da minha mão – Deuteronômio 32.39

Vós sois as minhas testemunhas, diz o Yahweh, o meu servo a quem escolhi; para que o saibais, e me creiais, e entendais que sou eu mesmo, e que antes de mim deus nenhum se formou, e depois de mim nenhum haverá. – Isaías 43.10

De acordo com esses textos, somente Yahweh é Deus verdadeiro e que nenhum outro deus foi formado antes ou depois Dele. Sendo assim:

  • Como as Testemunhas podem falar que Jesus é um outro deus se Yahweh diz que não existe outro Deus além dele mesmo?
  • Como as Testemunhas podem falar que Jesus é um deus criado, se Yahweh diz que nenhum deus foi criado depois dele (hb. yatsar, o mesmo verbo usado por Moisés para falar da criação do homem)?
  • Como as Testemunhas de Jeová podem falar que Jesus é outro Deus, se o único Deus verdadeiro é Yahweh?

Diante do posicionamento dos TJs sobre Jo.1.1, ou Jesus é um outro deus falso, como Baal (Jz.6.31) e Dagon (Jz.16.13), ou eles estão equivocados.

2. Quantos senhores verdadeiros existem?

A. Um só Senhor, Yahweh o Soberano

…há um só Senhor, uma só fé, um só batismo; um só Deus e Pai de todos, o qual é sobre todos, age por meio de todos e está em todos – Efésios 4.5-6

Pois Yahweh, vosso Deus, é o Deus dos deuses e o Senhor dos senhores, o Deus grande, poderoso e temível, que não faz acepção de pessoas, nem aceita suborno – Deuteronômio 10.17

…a qual, em suas épocas determinadas, há de ser revelada pelo bendito e único Soberano, o Rei dos reis e Senhor dos senhores, o único que possui imortalidade, que habita em luz inacessível, a quem homem algum jamais viu, nem é capaz de ver. A ele honra e poder eterno. Amém! – 1 Timóteo 6.15-16

Ouvindo isto, unânimes, levantaram a voz a Deus e disseram: Tu, Soberano Senhor, que fizeste o céu, a terra, o mar e tudo o que neles há – Atos 4.24

O Deus que fez o mundo e tudo o que nele existe, sendo ele Senhor do céu e da terra, não habita em santuários feitos por mãos humanas – Atos 17.24

B. Um só Senhor, Jesus Cristo o Soberano

…todavia, para nós há um só Deus, o Pai, de quem são todas as coisas e para quem existimos; e um só Senhor, Jesus Cristo, pelo qual são todas as coisas, e nós também, por ele – 1 Coríntios 8.6

Pois certos indivíduos se introduziram com dissimulação, os quais, desde muito, foram antecipadamente pronunciados para esta condenação, homens ímpios, que transformam em libertinagem a graça de nosso Deus e negam o nosso único Soberano e Senhor, Jesus Cristo – Judas 4

Pelejarão eles contra o Cordeiro, e o Cordeiro os vencerá, pois é o Senhor dos senhores e o Rei dos reis; vencerão também os chamados, eleitos e fiéis que se acham com ele – Apocalipse 17.14

Nessas verdades bíblicas encontramos apenas duas possibilidades:

  • Ou as escrituras estão em ampla contradição ao afirmar que Yahweh é o único Senhor, e ao mesmo tempo dizer que apenas Jesus é o único Senhor;
  • Ou quando Jesus disse “Eu e o Pai somos um” ele realmente queria dizer que era um com o Pai.

Se Jesus e Yahweh são um, não há qualquer contradição nessas afirmações bíblicas. Por outro lado, se Jesus é um outro deus criado à parte de Deus, então as escrituras se contradizem. Portanto, a doutrina ensinada pelas TJs não pode ser verdadeira, pois contradiz as escrituras.

 

3. Quantos verdadeiros salvadores existem?

A. Apenas Yahweh é Salvador

Eu, eu sou Yahweh, e fora de mim não há salvador. – Isaías 43.11

Declarai e apresentai as vossas razões. Que tomem conselho uns com os outros. Quem fez ouvir isto desde a antiguidade? Quem desde aquele tempo o anunciou? Porventura, não o fiz eu, Yahweh? Pois não há outro Deus, senão eu, Deus justo e Salvador não há além de mim – Isaías 45.21

Todavia, eu sou Yahweh, teu Deus, desde a terra do Egito; portanto, não conhecerás outro deus além de mim, porque não há salvador, senão eu – Oséias 13.4

Mamarás o leite das nações e te alimentarás ao peito dos reis; saberás que eu sou Yahweh, o teu Salvador, o teu Redentor, o Poderoso de Jacó – Isaías 60.16

B. Jesus também é Salvador

… a Tito, verdadeiro filho, segundo a fé comum, graça e paz, da parte de Deus Pai e de Cristo Jesus, nosso Salvador – Tito 1.4

…aguardando a bendita esperança e a manifestação da glória do nosso grande Deus e Salvador Cristo Jesus – Tito 2.13

… que ele derramou sobre nós ricamente, por meio de Jesus Cristo, nosso Salvador… Tito 3.6

E não há salvação em nenhum outro; porque abaixo do céu não existe nenhum outro nome, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos – Atos 4.12

Da descendência deste, conforme a promessa, trouxe Deus a Israel o Salvador, que é Jesus – Atos 13.23

Portanto, se, depois de terem escapado das contaminações do mundo mediante o conhecimento do Senhor e Salvador Jesus Cristo, se deixam enredar de novo e são vencidos, tornou-se o seu último estado pior que o primeiro – 2 Pedro 2.20

Se Yahweh é o único Salvador (Os.13.4) e fora de Yahweh não existe outro Salvador (Is.43.11), como Jesus pode ser chamado de o único Salvador (At.4.12)?

Se a doutrina TJ está correta, então as escrituras estão erradas e em contradição. Por outro lado, se a Palavra de Deus é de fato verdade (Jo.17.17), então a doutrina TJ é falsa, pois não se harmoniza com as escrituras.

4. Quem é o único Criador?

A. Yahweh é o Único Criador

Assim diz o SENHOR, que te redime, o mesmo que te formou desde o ventre materno: Eu sou o SENHOR, que faço todas as coisas, que sozinho estendi os céus e sozinho espraiei a terra – Isaías 44.24

Também a minha própria mão fundou a terra, e a minha destra estendeu os céus; quando eu os chamar, eles se apresentarão juntos – Isaías 48.13

Deus meu, não me leves na metade de minha vida; tu, cujos anos se estendem por todas as gerações.  Em tempos remotos, lançaste os fundamentos da terra; e os céus são obra das tuas mãos. Eles perecerão, mas tu permaneces; todos eles envelhecerão como uma veste, como roupa os mudarás, e serão mudados. Tu, porém, és sempre o mesmo, e os teus anos jamais terão fim – Salmos 102.24-25

…e manifestar qual seja a dispensação do mistério, desde os séculos, oculto em Deus, que criou todas as coisas – Efésios 3.9

B. Jesus é o único Criador

Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez – João 1.3

No princípio, Senhor, lançaste os fundamentos da terra, e os céus são obra das tuas mãos;  eles perecerão; tu, porém, permaneces; sim, todos eles envelhecerão qual veste; também, qual manto, os enrolarás, e, como vestes, serão igualmente mudados; tu, porém, és o mesmo, e os teus anos jamais terão fim – Hebreus 1.10-12 citando Salmos 102-24-27

…pois, nele, foram criadas todas as coisas, nos céus e sobre a terra, as visíveis e as invisíveis, sejam tronos, sejam soberanias, quer principados, quer potestades. Tudo foi criado por meio dele e para ele – Colossenses 1.16

Se a doutrina TJ está correta ao afirmar que Jesus é um outro deus, então o autor de Hebreus errou ao atribuir o texto do Salmo 102 a Jesus Cristo no início de sua carta. Por outro lado, se tal uso foi autorizado pelo Espírito Santo que inspirou os seus escritos, a doutrina TJ de que Jesus é um outro deus está equivocada.

Como as TJs podem dizer que Jesus é um ser criado se as escrituras dizem que Ele é o Criador de todas as coisas (Jo.1.3)? Se Ele criou todas as coisas Ele não pertence às coisas criadas. Entretanto, só Yahweh é Criador. Portanto, Jesus e Yahweh são um, como Jesus mesmo afirmou (Jo.10.30).

5. Quem é o Primeiro e o Último?

A. Yahweh é o Primeiro e o Último

Assim diz Yahweh, Rei de Israel, seu Redentor, o SENHOR dos Exércitos: Eu sou o primeiro e eu sou o último, e além de mim não há Deus – Isaías 44.6

Dá-me ouvidos, ó Jacó, e tu, ó Israel, a quem chamei; eu sou o mesmo, sou o primeiro e também o último – Isaías 48.12

B. Jesus é o Primeiro e o Último

Ao anjo da igreja em Esmirna escreve: Estas coisas diz o primeiro e o último, que esteve morto e tornou a viver – Apocalipse 2.8

E eis que venho sem demora, e comigo está o galardão que tenho para retribuir a cada um segundo as suas obras. Eu sou o Alfa e o Ômega, o Primeiro e o Último, o Princípio e o Fim – Apocalipse 22.12-13

Ao que tudo indica, Jesus é o último, por que não existe nenhum depois Dele. Portanto, dizer que Ele é o primeiro significa dizer que não houve ninguém antes Dele.

Ora, se Jesus é antes de todas as coisas, e depois de todas as coisas Ele é Eterno e, portanto não pode ser criado, por que tudo o que é criado tem início. Ou seja, ou a doutrina TJ a respeito de Cristo está equivocada ou as escrituras estão equivocadas.

Como Jesus pode ser chamado de Primeiro se Yahweh é o Primeiro? Como Jesus pode ser chamado de Último se Yahweh é o último? Isso só é possível se a expressão “Eu e o Pai somos um” significar que Eles são um. Caso contrário, temos aqui uma contradição irreconciliável.

6. Jesus é chamado de Deus nas Escrituras?

Se tomarmos por base a declaração do autor anônimo do livreto “Should you believe in Trinity” a resposta para essa pergunta é não. Contudo, diante dos versos já lidos acima, não podemos concordar com a frase desse autor de que diante do todo das escrituras Jesus não é considerado Deus. Na verdade esses textos demonstram de modo claro que Cristo é equiparado com Yahweh, e que sua Eternidade é apresentada claramente nas escrituras. Portanto, é necessário assumir que Cristo é Criador não Criatura, pois assim as escrituras ensinam. Ou seja, diante do todo das escrituras, Jesus é claramente chamado de Deus.

Sendo assim, se o texto de Jo.1.1 afirmar que Jesus é um outro deus, como insistem os TJs, ele entraria em diversos conflitos com a escritura. Ou seja, além de ser gramaticalmente improvável, Jo.1.1 traduzido indefinidamente é uma afronta à verdade bíblica.

Entretanto, nos resta uma pergunta pertinente: Além da declaração direta de Jo.1.1, Jesus é chamado de Deus em outro lugar nas escrituras?

Para responder a essa pergunta, vou usar três textos que não tem dificuldades gramaticais para serem analisadas:

1. E os quatro seres viventes, tendo cada um deles, respectivamente, seis asas, estão cheios de olhos, ao redor e por dentro; não têm descanso, nem de dia nem de noite, proclamando: Santo, Santo, Santo é o Senhor Deus, o Todo-Poderoso, aquele que era, que é e que há de vir – Apocalipse 4.8

2. Ainda, quanto aos anjos, diz: Aquele que a seus anjos faz ventos, e a seus ministros, labareda de fogo; 8 mas acerca do Filho: O teu trono, ó Deus, é para todo o sempre; e: Cetro de eqüidade é o cetro do seu reino – Hebreus 1.7-8

3. Se, com a tua boca, confessares Jesus como Senhor e, em teu coração, creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo. 10 Porque com o coração se crê para justiça e com a boca se confessa a respeito da salvação. 11 Porquanto a Escritura diz: Todo aquele que nele crê não será confundido. 12 Pois não há distinção entre judeu e grego, uma vez que o mesmo é o Senhor de todos, rico para com todos os que o invocam. 13 Porque: Todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo – Romanos 10.9-13

No primeiro verso vemos que os quatro seres viventes proclamam dia e noite que Aquele que há de vir é Santo, Santo, Santo e Senhor Deus, Todo Poderoso. Segundo o contexto de Apocalipse, Aquele que há de vir é Jesus Cristo (Ap.22.12, 20). Logo, Jesus é chamado de Senhor Deus, Todo Poderoso, diferente do que os TJ defendem.

No segundo verso, duas coisas são claramente percebidas: (1) Jesus é diferenciado dos anjos e por isso não pode ser Miguel o arcanjo como defendem os TJs. (2) O autor de Hebreus usa o Salmo 45.6, usado no AT em referência a Yahweh, para descrever o Filho. Ou seja, Jesus e Yahweh são um.

No terceiro verso, Paulo claramente aplica o termo Yahweh a Jesus Cristo em Romanos 10.13 ao citar Joel 2.32 em referência a salvação oferecida em Cristo. Ou seja, aquele que invocar o nome de Yahweh será salvo (Jo.2.32). Por isso, confessar que Jesus é Senhor é confessar que Ele é Deus.

Outros textos dizem claramente que Jesus é Deus, mas normalmente são distorcidos pela Tradução do Novo Mundo (em breve teremos todos eles analisados no Teologando – aguarde!).

Observe alguns deles:

aguardando a bendita esperança e a manifestação da glória do nosso grande Deus e Salvador Cristo Jesus – Tito 2.13

Simão Pedro, servo e apóstolo de Jesus Cristo, aos que conosco obtiveram fé igualmente preciosa na justiça do nosso Deus e Salvador Jesus Cristo – 2 Pedro 1.1

Pois desta maneira é que vos será amplamente suprida a entrada no reino eterno de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo – 2 Pedro 2.11

pois ele, subsistindo em forma de Deus, não julgou como usurpação o ser igual a Deus – Filipenses 2.6

Uma última comparação válida a ser feita aqui é a correlação entre Jo.17.3 e 1Jo.5.20:

E a vida eterna é esta: que te conheçam a ti, o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste – João 17.3

Também sabemos que o Filho de Deus é vindo e nos tem dado entendimento para reconhecermos o verdadeiro; e estamos no verdadeiro, em seu Filho, Jesus Cristo. Este é o verdadeiro Deus e a vida eterna – 1 João 5.20

Segundo o primeiro texto, apenas Deus-Pai é Deus Verdadeiro. Se Jesus é um outro deus, segundo esse texto ele deve ser um deus falso. Contudo, o segundo texto diz que Jesus é o verdadeiro Deus. Se Jesus é um outro deus, então o Deus-Pai deve ser o deus falso, uma vez que Jesus é o verdadeiro.

Só existe uma forma de essas duas colocações serem verdade ao mesmo tempo: Se Jesus e Deus forem um, como Jesus defende em Jo.10.30.

Portanto, é seguro afirmar que Jesus é Deus, pois assim as escrituras ensina


[1] Anônimo, Should You Believe in the Trinity? Brooklyn, NY. Watchtower Bible and Tract Society, 1989.

2 comentários sobre “Jesus é Deus de acordo com as Escrituras

  1. T. Zambelli

    Irmão,

    Fico feliz pela forma como tratas As Escrituras com tanta seriedade. Que Yahweh seja engrandecido através de sua labuta em trazer à luz a Verdade de Deus, Jesus Cristo, Filho de Deus, meu Salvador e Senhor (Deus).

  2. Pingback: Jesus: Yahweh Nossa Justiça | NAPEC - Apologética Cristã

Os comentários estão desativados.