Por que Evangelizar?


impede-de-falar

O cristão encontra nas escrituras diversas razões para levar o evangelho. Aqui apresentamos algumas delas.

A.    Por causa de Jesus Cristo:

Todo o ministério de Jesus Cristo foi direcionado a esse propósito. É digno de nota que a Missão de Jesus Cristo estava diretamente relacionada com Salvar homens, sendo isso observado desde seu nascimento (Mt.1.21). A sua mensagem incluía a propagação do Reino de Deu, o arrependimento e a fé no evangelho (Mc.1.14-15). Sua missão incluía a pregação do evangelho por onde quer que fosse (Mc.1.38-39; Lc.4.43). Sua Missão era uma Missão de resgate do pecador perdido (Lc.19.10), do mundo (Jo.3.17) e sua dedicação era por realizar a Obra que Deus lhe tinha designado (Jo.4.34). Ele via as pessoas como ovelhas perdidas e sem pastor (Mt.9.38), doentes necessitadas de médico (Mt.9.12). Tamanho era seu amor pelas pessoas nessa situação (Mc.10.21; Lc.19.41) que, para comprá-las para Deus (Ap.5.9), Ele viveu uma vida de obediência até a morte (Fl.2.8), dando voluntariamente a sua própria vida (Jo.10.18) como preço do resgate da libertação delas (Ef.1.7), fazendo-se pecado por elas (2Co.5.21), para liberta-las do pecado (Jo.8.32-36), dos poderes das trevas (Cl.1.13), da Ira de Deus (Jo.3.36; Rm.5.9), do medo da morte (Hb.2.14) e do medo da condenação (Jo.5.24; Rm.8.1), para fazer delas filhos de Deus (Jo.1.12), adotados por Graça de Deus (Ef.1.5; Gl.4.5) para participarmos da herança dos santos na luz (Cl.1.12).

B.    Por que recebemos do Senhor esse ministério:

As escrituras nos dizem que o ministério de evangelização nos é concedido por Deus: “Ora, tudo provém de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por meio de Cristo e nos deu o ministério da reconciliação, a saber, que Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo, não imputando aos homens as suas transgressões, e nos confiou a palavra da reconciliação” (2Co.5.18-19).

C.    Por que é um mandamento:

Como já vimos as escrituras nos apresentam uma ordem Daquele que tem toda autoridade no céu e terra. Não podemos ignorar que estamos debaixo de um mandamento divino, mas devemos lembrar que a obediência é uma das evidências da verdadeira salvação (1Jo.2.3; Jo.14.21-24). Observe a abrangência dessa ordem: Devemos pregar o evangelho (Mc.16.15) a toda criatura (Mc.16.15), de todas as aldeias, vilarejos (Mt.9.35), etnias (Mt.28.19), em todo o mundo (Mc.16.15), pois quer alcançar homens de toda raça, tribo e nação (Ap.5.9). Nessa tarefa, todos devemos participar: Essa é nossa missão.

D.    Por que é uma obrigação de todo salvo:

Paulo quando fala sobre a evangelização diz: “Se anuncio o evangelho, não tenho de que me gloriar, pois sobre mim pesa essa obrigação; porque ai de mim se não pregar o evangelho!” (1Co.9.16). Todos nós somos devedores da mensagem do evangelho a todos os homens (Rm.1.14) e sobre nós repousa essa responsabilidade que não foi concedida aos anjos (1Pe.1.12). É por isso que Paulo nos diz: “Conjuro-te, perante Deus e Cristo Jesus (…) prega a palavra, insta, quer seja oportuno, quer não” (2Tm.4.1-2).

E.    Por que é um privilégio de todo salvo:

É nesse ministério que os cristãos estabelecem essa Santa Parceria com Deus (1Co.3.9; Mc.16.20) para realizar a Sua Obra e Vontade. Em algumas ocasiões Paulo apresenta sua satisfação de ter participado da salvação de algumas pessoas. Em uma de suas cartas ele se refere a elas como sua alegria, coroa e glória diante de Deus (1Ts.2.19-20). A Tito ele chama de verdadeiro filho na fé (Tt.1.4) e Onésino de filho que fora gerado em prisão (Fm.1.10). A evangelização nos habilita, se estivermos em plena parceria com Deus, salvar e arrebatar pessoas do fogo (Jd.1.22-23).

F.    Por que é uma responsabilidade de todos salvo:

Em Cristo, fomos feitos povo eleito, sacerdócio real, nação santa e povo de propriedade exclusiva de Deus para anunciarmos as virtudes de Deus, que nos tirou das trevas para sua maravilhosa luz. Todo aquele que foi alcançado por Cristo deve levar a mensagem de Cristo para que outras pessoas possam se achegar a ele. Note o exemplo da igreja primitiva, que em momento de perseguição, todos os salvos, por onde iam, levavam o evangelho (At.8.1-4) e que por intermédio do serviço deles uma igreja missionária foi fundada em Antioquia (At.11.19-21).

G.    Por que é uma forma de demonstrar nossa gratidão para com Deus:

Quando consideramos quem éramos, o que Cristo fez por nós e quem nós somos, e que éramos incapazes de resolver nossa situação, e que apenas por Graça Divina poderíamos ser salvos, entendemos que o mínimo que temos para oferecer a Deus é nossas vidas. Em outras palavras, se Cristo deu sua vida por mim, o mínimo que posso fazer por Ele é dedicar minha vida à Sua causa.

H.    Por que é uma condição para o crescimento da Igreja:

As escrituras são claras nesse ponto “Como, porém, invocarão aquele em quem não creram? E como crerão naquele de quem nada ouviram? E como ouvirão, se não há quem pregue?” (Rm.10.14). Sem pregadores não há propagação da mensagem de Cristo. Sem a propagação do evangelho não será possível ao homem achegar-se a Deus, por que a fé vem pelo ouvir da Palavra de Cristo (Rm.10.17). Quando vemos o desenvolvimento da Igreja primitiva, vemos exatamente esse princípio em ação, até por que “o Senhor acrescentava dia-a-dia os que iam sendo salvos” (At.2.47; cf. 4.4; 9.31).

I.    Por que existem pessoas prontas para receber o evangelho:

Uma das verdades exposta com clareza nas escrituras é que o homem no estado em que está não pode agradar a Deus (Rm.8.8; Hb.11.6), não pode salvar-se (Mt.19.26) e estará fadado à morte eterna. As escrituras também atestam que não há somente um homem bom nesse mundo, nem um que o busque como Ele deve ser buscado (Rm.3.9-11). Contudo, Jesus nos instrui que a olhar para o mundo e ver nele pessoas prontas para receber o evangelho do mesmo modo que aconteceu em Samaria em Seu ministério (Jo.4).

5 comentários sobre “Por que Evangelizar?

  1. Pingback: Melhore sua Evangelização « Scripturae Lectionarium

  2. Pingback: Porque Evangelizar? (Parte 1) « Sumo Sacerdote

  3. Padre lourenço Moreira

    obrigado por teres partilhado a tua experiência de fé
    que deus continua a derramar a sua benção em sua vida

Os comentários estão desativados.