Decepcionados com a Graça – Uma Análise (1/4)


Informações Gerais sobre o Livro

Livro: Decepcionados com a Graça

Autor: Paulo Romeiro

Editora: Mundo Cristão

Descrição da Editora: O último lugar do mundo no qual as pessoas esperam se decepcionar é no ambiente de uma igreja. Tida como o espaço terapêutico da alma por excelência, ela representa, para muitos, a última esperança de felicidade ou de restauração. E é justo que seja assim – afinal, esta é sua vocação desde que foi instituída por Jesus, há cerca de 2 mil anos.

Não é de se estranhar, portanto, o choque causado pela frustração de quem um dia acreditou em promessas de prosperidade material ou de curas sobrenaturais que jamais se transformaram em realidade. E este contingente de desiludidos cresceu em progressão geométrica nos últimos anos, com a multiplicação das igrejas neopentecostais com seu discurso messiânico.

Durante quase duas décadas, o pesquisador Paulo Romeiro debruçou-se sobre centenas de casos como esses, confrontando-os com as doutrinas bíblicas. O resultado de suas investigações, tão surpreendente quanto alarmante, está nas páginas do provocador Decepcionados com a graça – Esperanças e frustrações no Brasil neopentecostal.

Romeiro desenha um painel detalhado do processo que se inicia na atração de fiéis e culmina em decepções que, não raro, afugentam definitivamente milhares de pessoas das igrejas. O autor posiciona historicamente este fenômeno, e propõe um modelo eclesiológico que resgate a esperança, e sentido bíblico da graça de Deus, fortes pilares da fé cristã.

Introdução

O Neopentecostalismo é um fenômeno sem precedentes na história da Igreja Brasileira. Sua extensa presença e influência no Brasil e conseguiu imprimir na mentalidade dos brasileiros o significado do termo evangélico. Por terem uma grande quantidade de tempo no ar, em diversas emissoras e em diferentes horários suas práticas tornaram-se conhecidas a todos aqueles que tem um aparelho televisor. Para aqueles desprovidos de tal equipamento, podem encontrar em quase todas as formas de mídias a presença do pensamento e prática neopentecostal.

Entretanto, mais que coordenar o conceito público do que se entende por evangélico, o neopentecostalismo violado as escrituras de diversas formas, com Ilusões, propostas mágicas e espetaculares, com suas práticas antibíblicas e suas propostas egocêntrias. Eles tiraram o verdadeiro Deus do centro de sua atenção e devoção, e colocaram um homem todo-senhor do deus enclausurado que defendem. Pervertem a fé, ludibriam seus fiéis, influenciam outras igrejas com sua exposição na mídia e são responsáveis por terríveis males em nome do Deus das Escrituras.

Conhecendo o desafio mais detalhadamente, Paulo Romeiro propõe a seus leitores uma visita às raízes do movimento neopentecostal demonstrando seus primeiros representantes e alguns dos seus ideais. Depois nos conduz a uma reflexão à visão teológica do movimento, por meio de citação de outros autores além dos atuais representantes do movimento. Também usa de entrevistas pessoais com representantes de pastores do neopentecostalismo. Por fim, Romeiro nos conduz à reflexão do pastorado diante dessa realidade, que recomendo aos leitores pesquisar com atenção.

Sua proposta não é realizar um tratado teológico, nem do movimento neopentecostal, o que suspeita não ser possível visto não ser um movimento homogêneo, nem da proposta bíblica para o pastorado nesse ambiente. Sua intenção, em última análise é “é analisar o conjunto de experiências de esperança e frustrações por várias instituições evangélicas do segmento neopentecostal”(pp.13), “formular uma proposta pastoral de acolhimento aos cristãos em trânsito, muitos dos quais passaram pelo movimento neopentecostal” (pg.203) com o objetivo de que os “decepcionados com essa mensagem trifunfalista retomem a vida cristã dentro de seu espaço cristão” (pp.14).

Nessa análise ao livro de Paulo Romeiro não proponho uma análise teológica do movimento, nem uma crítica das proposições do autor, apenas um breve comentário acerca dos principais tópicos do livro sobre o neopentecostalismo. A intenção é promover nos leitores o interesse por conhecer o livro que o permita iniciar uma pesquisa aprofundada no assunto.

Bom Proveito!

Veja os Artigos:

A. As origens do Movimento Neopentecostal

B. Os aspectos Teológicos do Neopentecostalismo

C. Prática Pastoral