Agostinho e a Interpretação das Escrituras


“No que se refere a aquilo que é obscuro e além da nossa capacidade de enxergar, nós encontramos nas Sagradas Escrituras passagens que podem ser interpretadas de modo bem diferente sem qualquer prejuízo para a fé que recebemos. Nesses casos, não devemos nos apressar sem devida consideração e firmemente assumir uma posição que se mostre sem verdadeiro fundamento com o desenvolvimento da nossa busca pela verdade e caiamos nós mesmos com nossas teorias. Nós não devemos batalhar por nossas próprias interpretações, mas pelo ensino das escrituras. Nós não devemos conformar o sentido das Sagradas Escrituras a nossa interpretação, mas nossa interpretação ao sentido das Sagradas Escrituras”

Agostinho de Hipona