Divina Parceria


O ministério cristão consiste em nada mais nada menos do que replicar (1Jo.2.3) e reproduzir (Jo.15.16) o ministério que Cristo iniciou durante seu tempo aqui na terra. Consiste em encarnar os valores do Rei (Mat.5.3-12), para então proclamar a mensagem do Reino (Mat.5.13-16). Consiste em fazer o que Ele fez do modo que Ele faria (Mat.28.19). E diferente do que se pensa, tal ministério não nos é pesado, nem enfadonho, pois sabemos que Aquele que nos convida a servi-lo é Aquele cujo jugo é suave e o fardo é leve (Mat.11.30).

Encarnar os valores do Rei e proclamar a mensagem do Reino não é uma questão de obediência apenas, mas de parceria. Não realizamos Sua vontade (Mat.28.19) apenas por que Sua autoridade assim nos impele (Mat.28.18), mas por que sua presença nos capacita (Mat.28.20). Aquele que do nada criou o universo e tudo o que nele há (Jo.1.3), que é O responsável pela edificação e manutenção de Sua igreja (Mat.16.18), é quem nos convida a trabalharmos com Ele lado-a-lado, em parceria. Ele poderia fazer tudo sozinho se assim quisesse, mas preferiu nos convidar a participar de sua obra de re-criação e redenção da humanidade. Ele é a inesgotável fonte, o suficiente meio e fim da salvação, mas resolveu salvar os que crêem por meio da loucura da pregação do evangelho (1Cor.1.21) que eu e você somos convidados a anunciar (At.28.31), defender (Fp.1.7, 16) e demonstrar (1Pe.2.12). Ninguém mais no mundo é qualificado para essa realizar tal parceria, a não ser eu e você. E como Ele pode tudo, Nele e com Ele tudo podemos (Fp.4.13; Jo.15.5b).

Se com Ele estivermos em sintonia, Ele se encarregará de fazer, através dessa parceria, com que frutos sejam dados para Sua glória e alegria (Jo.15.5a).

Ele também nos garante que se com Ele trabalharmos, poderemos pedir o que nosso coração desejar que assim mesmo Ele o fará (Jo.15.7). Ele sabe que aqueles que com Ele andam aprendem a querer o que Ele quer. Ele sabe que aqueles que são invadidos por Sua presença transbordam Sua graça. Ele sabe que aqueles que com Ele servem aprendem a fazer o que Ele faria. Até por que, apenas o que é feito com Ele, é feito para Ele.

É somente na dependente parceria com Cristo que poderemos fazer o que Ele espera de nós. Somente na dependência ativa dEle que poderemos viver hoje (Jo.15.3-4) com Aquela intimidade programada para o amanhã (1Jo.3.1-3). Apenas na parceria com Cristo que poderemos desfrutar dos benefícios celestiais durante o exercício da nossa missão aqui na terra. É somente nessa divina parceria que faremos para Ele o que Ele espera de nós. Por que viver a parte dele é improdutivo para o Reino, mas o viver é Cristo (Fl.1.21).

Por isso, somente nessa divina parceria poderemos nos compadecer dos perdidos como Ele fez (Mat.9.36), servir-los como Ele os serviu (Mat.20.28), nos dedicar a eles como Ele dedicou-se (Lc.19.10), e amar como Ele sempre ama (Jo.13.1). Por isso, viva essa parceria e experimente o que Ele pode fazer através e apesar de você. Ele poderia usar pessoas mais qualificadas, mas ele resolveu usar você. Junte-se a Ele nesse ministério. Soli Deo Gloria.

Um comentário sobre “Divina Parceria

Os comentários estão desativados.