#5 Conselhos para Cristãos que Estarão nas Ruas no Próximo Domingo 

1- Lembre-se que seu protesto precisa ser regado de oração pela nação e pelas autoridades constituídas (cf. 1Tm 2.1-4);

2- Faça seu protesto de maneira pacífica e ordeira, como convém ao cristão, sem incitação a qualquer tipo de manifestação violenta (cf. Mt 5.9; Rm 12.18);

3- Seu protesto precisa ser respaldado por uma conduta moral e civil irrepreensível. É hipocrisia exigir retidão dos outros (inclusive das autoridades), sem antes considerar sua própria condição diante de Deus e dos homens (cf. Mt 7.5);

4- Antes de ser cidadão brasileiro, você é cidadão da pátria celestial. Ainda que seja legítimo protestar e desejar um governo sério e íntegro, sua esperança deve estar em Cristo e não em algum governante, ou pior, em uma ideologia política – cristãos verdadeiros não dividem sua lealdade e esperança com uma bandeira, partido ou governante! (cf. Is 33.22; Fp 3.20; Mt 22.21; At 5.29);

5- Observe sua língua e testemunho. Lembre-se que convém ao cristão um linguajar saudável. Ainda que seu protesto seja cheio de paixão e emoção, não use palavras de baixo calão. Cuide para que enquanto protestar, sua conduta seja digna de Cristo, dando bom testemunho para outros irmãos que também estarão presentes e, principalmente, para os não-cristãos (cf. Ef 4.29; Cl 4.5-6);

Eu estarei na Av. Paulista em São Paulo junto com minha esposa e amigos! Portanto, se você me encontrar, venha dar um “oi!” para que possamos juntos orar pelo nosso país! :)

Majoração, Minoração e Redenção: Um Ensaio Sobre a Questão da Maioridade Penal

O DILEMA DA REDENÇÃO SOCIAL

A sociedade moderna, inspirada pelos princípios do Iluminismo, entende que a solução para os problemas sociais da corrupção, violência e injustiça está na educação. Sustenta-se a ideia de que a educação é o agente redentor de uma sociedade marcada por males, como o é a sociedade brasileira.[1] A lógica é simples: se todos os brasileiros tiverem acesso à educação, isto é, se o Brasil for a verdadeira “pátria educadora”, tais males deixarão de existir, ou no pior dos cenários diminuirão de tal maneira que não serão mais chagas sociais. Continue lendo “Majoração, Minoração e Redenção: Um Ensaio Sobre a Questão da Maioridade Penal”

Crise de Abastecimento e Redenção

Introdução

Não se fala em outra coisa: estamos vivendo uma crise de abastecimento e recursos naturais no Brasil e no mundo. Profetas de Facebook já decretaram que São Paulo ficará às moscas pela falta d’água. Estima-se que em 40 anos as reservas de petróleo acabarão[1] e, em 2050, mais da metade da população mundial não terá a quantidade mínima de água para suas necessidades básicas.[2] Enfim, na melhor das hipóteses, em poucos anos o planeta estará vivendo uma profunda crise de abastecimento. E o que a teologia cristã tem a dizer sobre isso? Continue lendo “Crise de Abastecimento e Redenção”

Ser Calvinista é Ser Reformado?

JCBannerAdmito. Sou um teólogo que gosta bastante de definições, categorias e classes – aquilo que chamamos de taxonomia. Me perdoe o neologismo, mas sou quase um “taxonomólatra”. Gosto de ter meu pensamento teológico bem definido e bem classificado. Prefiro me referir ao “Arianismo”, do que falar genericamente de “um movimento teológico que afirma que Cristo não era plenamente divino, mas apenas a primeira criação do Pai”. Acho mais simples, mais rápido e economiza espaço. Continue lendo “Ser Calvinista é Ser Reformado?”