mosaique_dulysse_et_les_sirenes

Sobre Servos e Remadores

“Portanto, que todos nos considerem como servos de Cristo e encarregados dos mistérios de Deus.” 1 Coríntios 4:1

Para a igreja em Corinto, Paulo parece fazer um grande esforço parar demonstrar que como apóstolo de Cristo, ele não passa de um servo dos seus irmãos. São várias as metáforas e analogias que Paulo usa para demonstrar que a liderança cristã é mais uma oportunidade de serviço do que de senhorio. Continuar lendo “Sobre Servos e Remadores”

Jesus - Adoração

“Adorar a Jesus é idolatria”

Adorar a Jesus é idolatria,” de acordo com a Sociedade Torre da Vigia [STV]. De acordo com essa entidade religiosa, “a Bíblia deixa bem claro […] que a adoração — no sentido de reverência e devoção religiosas — deve ser dirigida unicamente a Deus. Moisés o descreveu como ‘um Deus que exige devoção exclusiva’.” [É correto adorar a Jesus? – Despertai, 2000, pp.27]. Oferecer adoração a Jesus Cristo seria uma violação desse princípio, e portanto, um ato de idolatria. De acordo com a STV, Jesus é digno da nossa homenagem, mas não da nossa adoração, afinal, apenas Jeová é digno de adoração. Continuar lendo ““Adorar a Jesus é idolatria””

YHWH

Foi o Tetragrama usado nos originais no NT?

Qualquer cristão que já teve contato com a versão do Novo Testamento produzido pela Sociedade Torre da Vigia sabe que um dos princípios de tradução usados pelos anônimos tradutores da Tradução do Novo Mundo (TNM) foi incluir o termo Jeová nas ocasiões em que acreditam refletir um suposto original desconhecido que teria usado o Tetragrama naquele mesmo lugar. E acredite se quiser, eles acreditam que isso aconteceu 237 vezes em todo o NT. O pressuposto para tal inserção é simples: O Tetragrama foi usado no Antigo Testamento recorrentemente, e portanto, é evidente que os escritores judeus dos livros do Novo Testamento também o usaram. Continuar lendo “Foi o Tetragrama usado nos originais no NT?”

foto

Deus é o responsável pelo crescimento da Igreja

E o Senhor lhes acrescentava todos os dias os que iam sendo salvos – Atos 2:47

Essa sentença é a parte final do verso 47 de Atos 2. Segundo a tradução apresentada (NVI), existe um processo de acrescentar à Igreja aqueles que diariamente estavam sendo salvos pela proclamação do evangelho feita pelos cristãos. Tal ação é atribuída ao Senhor (que nesse caso parece indicar Deus Pai) como Aquele que acresce à Igreja seus novos membros. Continuar lendo “Deus é o responsável pelo crescimento da Igreja”

Listas de Tradução de Jo.1.1

Nesse post transcrevo as diferentes traduções que Testemunhas de Jeová usam para afirmar que a Tradução do Novo Mundo não é a única que traduz Jo.1.1 como “e o verbo era um deus”. Na verdade, nunca afirmei que a TNM era a única que assim vertia, mas é a versão que temos estudado e nela mantemos nosso foco. Continuar lendo “Listas de Tradução de Jo.1.1”

Jeremias ou Zacarias? O que Mateus quis dizer em Mt.27.9?

A questão da profecia de Jeremias em Mateus 27.9 não é muito simples. Os escritores neotestamentários em várias ocasiões citam o antigo testamento e muitas vezes em uma conflação de idéias. Veja o caso da citação de Pedro em Atos.1.20: Nesse caso ele cita dois Salmos isolados (69.25; 109.8) como uma alusão a Judas. Continuar lendo “Jeremias ou Zacarias? O que Mateus quis dizer em Mt.27.9?”

O que dizer da tradução da versão copta saídica?

=======================

ESBOÇO DO ARTIGO COMPLETO:

=======================

Marcelo Berti

O que demonstramos até agora é que o idioma copta saídico tem a peculiaridade de ter tanto o artigo defino quanto o indefinido, como o Português. Além disso, sabemos que foi provavelmente o primeiro idioma a traduzir o grego koinê a ter essa peculiaridade. Também sabemos que o texto de Jo.1.1 traz tanto o artigo definido como o indefinido em referência a Deus. Mas, o que isso significa? Será que a tradução de Landers está correta? Vamos olhar  com mais atenção ao texto: Continuar lendo “O que dizer da tradução da versão copta saídica?”

1João 1.5-2.2 – Tradução e Crítica Textual

Certeza Obtida pelo Caminhar na Luz

5 Καὶ αὕτη ἐστὶν ἡ ἀγγελία[a] ἣν ἀκηκόαμεν ἀπ᾿ αὐτοῦ καὶ ἀναγγέλλομεν ὑμῖν, ὅτι ὁ Θεὸς φῶς ἐστι καὶ σκοτία ἐν αὐτῷ οὐκ ἔστιν οὐδεμία.

5 Esta é a mensagem que da parte dele ouvimos e anunciamos a vocês: Deus é luz e nele não existe escuridão nenhuma.

6 ἐὰν εἴπωμεν ὅτι κοινωνίαν ἔχομεν μετ᾿ αὐτοῦ καὶ ἐν τῷ σκότει περιπατῶμεν, ψευδόμεθα καὶ οὐ ποιοῦμεν τὴν ἀλήθείαν· Continuar lendo “1João 1.5-2.2 – Tradução e Crítica Textual”

1João 1.1-4 – Tradução e Crítica Textual

Prólogo

1 ῝Ο ἦν ἀπ᾿ ἀρχῆς, ὃ ἀκηκόαμεν, ὃ ἑωράκαμεν τοῖς ὀφθαλμοῖς ἡμῶν, ὃ ἐθεασάμεθα καὶ αἱ χεῖρες ἡμῶν ἐψηλάφησαν, περὶ τοῦ λόγου τῆς ζωῆς·

1 O que era desde o princípio, o que nós ouvimos, o que vimos com nossos olhos, o que contemplamos e nossas mãos apalparam, com respeito ao verbo da vida

2 – καὶ ἡ ζωὴ ἐφανερώθη, καὶ ἑωράκαμεν καὶ μαρτυροῦμεν καὶ ἀπαγγέλλομεν ὑμῖν τὴν ζωὴν τὴν αἰώνιον, ἥτις ἦν πρὸς τὸν πατέρα καὶ ἐφανερώθη ἡμῖν· –  Continuar lendo “1João 1.1-4 – Tradução e Crítica Textual”