Seguindo a Jesus

O Evangelho de Marcos é o mais antigo livro a respeito de Jesus Cristo que temos conhecimento. Ele registra a história do ministério público de Jesus, desde o seu batismo até sua ressurreição. Sua intenção é claramente contar a história de Jesus como uma explicação para sua morte e ressurreição.

Entretanto, de modo artisticamente genial, o autor nos convida a entrar na história de Jesus como se pudéssemos participar com Ele e Seus discípulos dos eventos narrados nesse livro. A cada cena, estória, diálogo nós somos convidados a aprender mais sobre quem Ele é e o que Ele espera de nós como seus seguidores.

Por isso, nós gostaríamos de convidar nossos leitores a semanalmente ler o texto do evangelho, refletir sobre ele com nossos devocionais e ainda ouvir uma mensagem inspirada no texto lido e estudado. Abaixo, deixamos os links para cada uma das mensagens a medida que elas são publicadas aqui.


Todas as reflexões devocionais foram originalmente publicas pelo site Voltemos ao Evangelho, mas repostadas aqui com a devida permissão.


Introdução: Seguindo a Jesus – Um devocional Semanal

Marcos descreve Jesus sempre em movimento, em uma jornada com seus discípulos em em direção a Jerusalém. Nesse evangelho temos a impressão de que Jesus está sempre a caminho de algum lugar.


PARTE I: Ministério na Galiléia

01. Início da Jornada

“Além de enfatizar que o evangelho é centrado no sofrimento de Jesus pelos outros, Marcos também quis corrigir a noção do discipulado como uma vida fácil e triunfante. Não há apenas uma profunda teologia do evangelho neste livro, mas também uma profunda compreensão da vida cristã” – Larry Hurtado


02. Caminhar é Servir

“É aqui que vemos o início da tragédia: a multidão chegou, mas eles vieram porque queriam algo de Jesus. Eles não vieram porque o amavam; eles não vieram porque vislumbraram alguma nova visão. Na verdade, eles queriam apenas usá-Lo” – William Barclay


03. Caminhar é Perseverar

“O início da conspiração contra a vida de Jesus encerra a seção de controvérsias em 2:1–3: 6 com uma nota sombria. Os poderes que levarão Jesus à morte estão começando a se materializar; perto do início de seu ministério, o fim já está à vista.” – Joel Marcus


04. Caminhar é Obedecer

O caminho de Jesus estava intimamente ligado a obediência a vontade de Deus. Portanto, a própria experiência de rejeição de Jesus por sua família serve como modelo para um discipulado que pode muito bem custar a outros seus laços familiares.” – Robert Guelich


05. Caminhar é Multiplicar

“Ouvir, receber e dar frutos são as marcas de um discípulo de Jesus. Uma audição responsiva produz uma colheita milagrosa” – James Edwards


06. Caminhar é Proclamar

A história como um todo, portanto, ilustra a teologia do evangelho da cruz: o advento do poder de cura escatológica de Deus provoca um contra-ataque cruel, mas mesmo esse contra-ataque serve a causa de Deus, fornecendo o ambiente para manifestação de sua graça no meio de perseguições” – Joel Marcus