Você não precisa de um chamado missionário

livro-do-YagoO livro Você não precisa de um chamado missionárioé o primeiro livro de quatro livros da série  A Grande Comissão é maior do que você imagina a ser publicada pela BTBooks. É também o primeiro livro publicado por Yago Martins, professor e diretor da Academia de Formação em Missões Urbanas em Fortaleza, CE e co-apresentador do programa Dois Dedos de Teologia. Yago é um jovem apaixonado tanto pelas escrituras como pela Missio Dei e com esse livro nos brinda com uma importante contribuição para a reflexão evangelística da igreja brasileira.

Continue lendo “Você não precisa de um chamado missionário”

Natal entre Católicos: 5 Princípios para manter em mente

Você se senta para jantar de Natal com sua família, os quais são católicos. Tio Felipe, o autoproclamado líder dos Opus Dei conduz uma oração à Virgem Maria. Você se lembra do diálogo descarrilhado do ano passado no qual ressaltou o “não bíblico e eventualmente idólatra parecer sobre os santos” pode ter alguma forma precipitada esta nova ênfase. Ou talvez tia Luísa, sua mulher e pessoa mais ofendida com sua paixão pela apologética pelo Solus Christus, teve alguma influência. Em ambos os casos, você está passando mais uma vez outro feriado com a família em que a discussão religiosa criará combustão social volátil o suficiente para estourar o teto da casa. Continue lendo “Natal entre Católicos: 5 Princípios para manter em mente”

Descanso de Verdade

Venham a mim, todos os que estão cansados e sobrecarregados, e eu lhes darei descanso – Mateus 11.28

Não sei quanto a vocês, mas eu estou cansado. Depois de meses de trabalho intenso, estamos próximos do fim de mais um ano, e muitos de nós ainda tem muito trabalho por fazer. Por isso, não é incomum nessa época do ano encontramos pessoas exaustas de tanto trabalhar e sobrecarregadas pelo trabalho. Continue lendo “Descanso de Verdade”

Sugestões de Melhoria na Comunicação

Segue abaixo algumas dicas para melhorarmos na comunicação desta mensagem, que é uma mensagem de vida ou morte.

A.    Identifique onde você é falho:

Sempre que você comunicar a mensagem para alguém, faça depois uma análise tentando identificar onde houve dificuldade na comunicação. Pode ser que encontre dificuldades em explicar alguns termos usados nas Escrituras (ex.: remissão, justificação, fé, etc.), ou então você fala rápido demais e a pessoa não consegue acompanhar a sua linha de raciocínio. Enfim, identificar as falhas ou dificuldades ajudarão a comunicar-se melhor e facilitar para que seja entendido. Muitas pessoas não melhoram sua comunicação porque vivem constantemente cometendo os mesmo erros. Continue lendo “Sugestões de Melhoria na Comunicação”

Sobre a Atitude do Evangelista

Ao cristão também é necessário alguns cuidados de ordem não espiritual que fazem diferença na ocasião da pregação do evangelho. Seguem algumas sugestões obtidas pela prática da evangelização.

A.    Perceba a diferença entre o Insistente e o Persistente:

Uma coisa é ser persistente, outra insistente e muitas vezes nós nos perdemos nessa definição. Todos devemos persistir na proclamação do evangelho, afinal essa é nossa missão. Contudo, devemos entender quando o pecador não quer aceitar a mensagem do evangelho. A salvação é uma decisão pessoal e se o pecador decide por não querer, devemos saber respeitar essa atitude sem desistir de levar o evangelho. Isso significa que devemos aprender a sermos adequados em nossa comunicação, além de mantermos nossos joelhos dobrados em oração por essas pessoas. Continue lendo “Sobre a Atitude do Evangelista”

Sobre a Conversão e a Rejeição

Esses dois termos são muitas vezes mal compreendidos e por isso observá-los nos fará bem.

A.    Sobre a Conversão:

Quando se fala em evangelizar, algumas pessoas já associam esse conceito com o “converter” pessoas. Entretanto, essa não é nossa missão: Nossa missão é levar o evangelho. Converter alguém é obra do Senhor. Continue lendo “Sobre a Conversão e a Rejeição”

Sugestões Práticas sobre a Comunicação

Diz-se que comunicação não é o que se diz, mas o que se entende. Se isso é fato, nossa comunicação do evangelho deve levar em conta o que nosso alvo evangelístico é capaz de entender. Devemos ser cônscios de que a linguagem bíblica, especialmente a da maioria das traduções que usamos, é ultrapassada e repleta de vocábulos não mais usados na conversação diária. Continue lendo “Sugestões Práticas sobre a Comunicação”

Sugestões Práticas Sobre o Evangelista

Para ser um proclamador do evangelho há algum pré-requisito? Certamente. Em primeiro lugar o evangelista deve ser um cristão resgatado pela graça monérgica de Deus. Não há ministério se não há ministro. Em segundo lugar, devemos dizer que todas as recomendações morais das escrituras são mandatórias para o evangelista. É por isso que Paulo diz: “esmurro o meu corpo e o reduzo à escravidão, para que, tendo pregado a outros, não venha eu mesmo a ser desqualificado” (1Co.9.27). Continue lendo “Sugestões Práticas Sobre o Evangelista”

Sugestões Práticas Sobre a Mensagem do Evangelho

Um conceito que não pode ser perdido na evangelização é que a mensagem não pode ser adulterada. Enquanto o método muda  de contexto para contexto, época para época, a mensagem do evangelho não pode ser adulterada: “Irmãos, venho lembrar-vos o evangelho que vos anunciei, o qual recebestes e no qual ainda perseverais por ele também sois salvos, se retiverdes a palavra tal como vo-la preguei, a menos que tenhais crido em vão” (1Co.15.1-2). Ou seja, alterar a mensagem do evangelho implica em impedir que pessoas tenham acesso a salvação oferecida por Deus por intermédio de Jesus Cristo. Continue lendo “Sugestões Práticas Sobre a Mensagem do Evangelho”

Dificuldades para se aceitar a Mensagem do Evangelho

As escrituras nos ensinam que não é possível para o homem salvar-se, porém, é possível para Deus salvar o homem. (Mt.19.16-26). Ou seja, a salvação não é administrada segundo o querer do homem, mas segundo a benevolência de Deus (Jo.1.12-13; Tg.1.18). Contudo, algumas idéias não bíblicas sobre a salvação trazem a falsa sensação de Salvação é por mérito, ou por obras realizadas. Dessa forma, muito chegam a errônea conclusão de que é possível chegar a salvação pela bondade, pela igreja ou pelo trabalho na igreja.  Vamos observar isso com mais cautela. Continue lendo “Dificuldades para se aceitar a Mensagem do Evangelho”

Tipo de pessoas encontradas pelo Caminho

==========================================

AVISO AOS LEITORES

É fundamental  ter lido os seguintes artigos, antes de aplicar os conceitos apresentados nesse post:

1. Necessidade do HomemArtigo que descreve a necessidade do homem de ter um salvador e de sua incapacidade de salvar-se;

2. Solução Divina para o homemArtigo que trata da exclusividade de Cristo na salvação do homem;

3. Entenda sua MensagemArtigo que trata de como transmitir essa idéia a outras pessoas.

É fundamental a leitura desses materiais em função de que abaixo oferecemos apenas ênfases importantes a serem tratadas na evangelização.

==========================================

A evangelização nos leva ao encontro de diversas pessoas, com diferentes questões, posturas, por isso é importante que o cristão esteja ao menos preparado para o tipo de abordagem a realizar com essas pessoas. Abaixo separamos alguns tipos de pessoas que podemos encontrar em nossa evangelização. Continue lendo “Tipo de pessoas encontradas pelo Caminho”

Como Evangelizar?

Atualmente existem muitos métodos usados para a proclamação do evangelho, alguns mais eficientes que outros. De um modo geral, todos têm o seu devido valor. As pessoas possuem qualidades, personalidades e habilidades diferentes, e o desejo de Deus é que cada um use daquilo que Ele deu para levar as Boas Novas. Na Bíblia encontraremos vários exemplos de personagens que foram usados por Deus para que muitos viessem a crer no Senhor Jesus, cada um usando o seu próprio estilo. Destacaremos apenas alguns dos métodos que podem ser usados tanto pelo cristão como membro, quanto pela igreja como corpo. Continue lendo “Como Evangelizar?”