Agostinho e a Interpretação das Escrituras

“No que se refere a aquilo que é obscuro e além da nossa capacidade de enxergar, nós encontramos nas Sagradas Escrituras passagens que podem ser interpretadas de modo bem diferente sem qualquer prejuízo para a fé que recebemos. Nesses casos, não devemos nos apressar sem devida consideração e firmemente assumir uma posição que se mostreContinuar lendo “Agostinho e a Interpretação das Escrituras”

Deus é o responsável pelo crescimento da Igreja

E o Senhor lhes acrescentava todos os dias os que iam sendo salvos – Atos 2:47 Essa sentença é a parte final do verso 47 de Atos 2. Segundo a tradução apresentada (NVI), existe um processo de acrescentar à Igreja aqueles que diariamente estavam sendo salvos pela proclamação do evangelho feita pelos cristãos. Tal ação éContinuar lendo “Deus é o responsável pelo crescimento da Igreja”

Perigos na Interpretação

Recentemente escrevi um artigo que chamou a atenção de muitas pessoas por seu conteúdo relativamente polêmico. No post O Papa, Pedro e a Pedra apresentei minha preferência na interpretação do texto de Mateus 16.18, e afirmei que a pedra referida por Cristo naquela passagem, refere-se a Pedro, e não à confissão de Pedro ou a JesusContinuar lendo “Perigos na Interpretação”

O Espírito Santo e a Hermeneutica

por Daniel Wallace Prefácio Este curto artigo é uma tentativa preliminar na articulação do papel do Espírito Santo em relação à interpretação das Escrituras. Críticas e interações são bem-vindas. Deve-se lembrar, contudo, que estou dirigindo-me aos evangélicos. Aqueles com um padrão teológico diferente irão, tenho certeza, achar tantas críticas neste artigo, que eles não saberãoContinuar lendo “O Espírito Santo e a Hermeneutica”