O Texto do Novo Testamento e a Reforma Protestante

Durante o mês de Julho na Igreja Batista Cidade Universitária nós vamos celebrar o Mês da Reforma Protestante, e eu terei o privilégio de falar sobre a relação do texto grego do novo testamento com a reforma e os reformadores.

Nessa aula iremos conhecer mais sobre a influência do texto grego na reforma, com especial atenção ao controverso relacionamento entre Martinho Lutero e Erasmo de Rotterdam.

QUANDO: Nesse domingo, dia 02 de Julho
HORÁRIO: 18h
LOCAL: IBCU
CUSTO: Zero

Se você estiver na região de Campinas, você é meu convidado a participar dessa palestra. Saiba mais sobre os outros cursos do Mês da Reforma na IBCU nesse link: http://ibcu.org.br/programacao-escola-biblica

———–
IMAGEM: Novum Instrumentum Omne, o primeiro texto grego publicado por Erasmo de Rotterdam. Na imagem encontra-se o final do livro de Atos, o argumento do livro de Romanos e o início do mesmo. O NIO de Erasmo contém o texto grego à esquerda e sua tradução para o latim do lado direito. Essa peça em particular foi avaliada em 15.000 euros (~ R$ 55.800)

FONTE: http://www.sothebys.com/…/2013/the-mendham-collection-l13409

Por uma Reforma na Igreja Brasileira

Enquanto comemoramos e refletimos a respeito da Reforma Protestante, uma pergunta ainda nos resta: Será que a Igreja Brasileira não precisa passar por uma reforma? Será que não precisamos voltar às escrituras, ao Cristo ressurreto, ao evangelho? Já não basta mais relembrar a história, a teologia e a mensagem da Reforma Protestante se nós não estamos dispostos a batalhar pela Reforma da igreja brasileira hoje. A única razão que nos faz olhar para o passado e relembrar nossas raízes é nos preparar para lutarmos no presente por uma igreja centrada em Cristo no futuro. É por isso que nesse post, deixo dois comentários a respeito da igreja Brasileira feitos por teólogos brasileiros sobre a necessidade de uma reforma genuína para Nossa Igreja Brasileira. Continue lendo “Por uma Reforma na Igreja Brasileira”

João Calvino – O Reformador

Teologando

por Justo Gonzalez

“Carta ao Rei Francisco, mui poderoso monarca, cristianíssimo rei dos franceses, seu príncipe, João Calvino roga paz e salvação em Cristo. Quando inicialmente, lancei mão da pena para escrever esta obra, meu principal objetivo, ó Mui Preclaro rei, era o de escrever algo que, depois, pudesse ser apresentado diante de tua majestade. Meu objetivo era o de apenas ensinar certos rudimentos em função dos quais fossem instruídos, na verdadeira piedade, todos quantos são tocados por algum zelo de religião. Resolvi fazer este trabalho principalmente, por amor aos nossos compatriotas franceses, muito dos quais eu via famintos e sedentos de Cristo, e a muito poucos, porém, eu via imbuídos devidamente de conhecimento sequer modesto a respeito dEle. O próprio livro, composto de forma de ensinar simples e até chã, mostra que foi esta a intenção proposta.”

Ver o post original 1.887 mais palavras

A Teologia da Reforma Protestante

A Teologia da Reforma Protestante foi a base do ataque dos reformadores, em especial Calvino e Lutero, aos erros promovidos pela Igreja Católica durante o período conhecido como Idade das Trevas. A Reforma foi, de um ponto primeiramente eclesiástico, um chamada ao retorno das escrituras: Era o momento de romper com o paganismo religioso da Igreja Católica e estabelecer os valores e princípios das escrituras, centrados em Cristo, sua Graça, na Fé verdadeira e na Glória somente a Deus.

Estes cinco valores fundamentais conhecidos em Latim como Sola Scriptura, Solo Christus, Sola Gratia, Sola Fide e Soli Deo Gloria se tornaram o fundamento da Teologia Reformada, mas com o tempo veio a ser esquecida pela Igreja Evangélica no mundo. Por isso, em 20 de Abril de 1996 a Aliança de Evangélicos Confessionais reuniu-se em Cambrigde Massachusetts e na tentativa de resgatar os valores fundamentais da reforma redigiu uma explicação do que cada um desses princípios teológicos realmente significa, e conclamou a igreja evangélica no mundo a retornar a esses valores. Continue lendo “A Teologia da Reforma Protestante”

Ser Calvinista é Ser Reformado?

JCBannerAdmito. Sou um teólogo que gosta bastante de definições, categorias e classes – aquilo que chamamos de taxonomia. Me perdoe o neologismo, mas sou quase um “taxonomólatra”. Gosto de ter meu pensamento teológico bem definido e bem classificado. Prefiro me referir ao “Arianismo”, do que falar genericamente de “um movimento teológico que afirma que Cristo não era plenamente divino, mas apenas a primeira criação do Pai”. Acho mais simples, mais rápido e economiza espaço. Continue lendo “Ser Calvinista é Ser Reformado?”

João Calvino e as novas revelações do Espírito

por João Calvino

Os fanáticos, pondo de lado a Santa Escritura, passam por cima da revelação e subvertem todos os princípios da piedade

APELO DOS FANÁTICOS AO ESPÍRITO EM PREJUÍZO DA ESCRITURA

Além disso aqueles que repudiam as Escrituras, imaginando que podem ter outro caminho que o leve a Deus, devem ser considerado não tanto como dominados pelo erro, mas como tomados por violenta forma de loucura. Recentemente, apareceram certos tipos de mau caráter que atribuindo a si mesmos, com grande presunção, o magistério do Espírito, faziam pouco caso de toda leitura da Bíblia, e riam-se da simplicidade dos que ainda seguem o que esses, de mau caráter, chamam de letra morta e que mata. Continue lendo “João Calvino e as novas revelações do Espírito”

João Calvino o Teólogo do Espírito Santo

por Augustus Nicodemus

Introdução

Meu tema neste artigo é “Calvino, o teólogo do Espírito Santo.” Devo começar dizendo que este título não foi dado a Calvino pelos seus contemporâneos, mas sim pelos estudiosos modernos, reconhecendo a sua importância como teólogo e exegeta para esta área da Teologia que está em tanta relevância hoje.

O título pode confundir algumas pessoas. Podem pensar que o assunto sobre o qual Calvino mais escreveu, e ao qual mais se dedicou, foi o Espírito Santo. Na realidade, embora Calvino tenha escrito muita coisa sobre o Espírito Santo, nunca escreveu uma obra específica sobre o assunto, como, por exemplo, John Owen e Abraham Kuyper, cujos livros sobre o tema são fundamentais para a Igreja contemporânea. (1) Embora em suas Institutas de Religião Cristã João Calvino trate freqüentemente da pessoa e obra do Espírito Santo, não dedicou ao assunto um capítulo exclusivo. (2). Continue lendo “João Calvino o Teólogo do Espírito Santo”

João Calvino e a Responsabilidade Social

por Augustus Nicodemus

Introdução

A Reforma Protestante ocorrida no século XVI não foi somente um movimento espiritual e eclesiástico. Teve também aspectos e dimensões políticas e sociais. Este último aspecto é o tema deste ensaio. Embora João Calvino, um dos maiores líderes da Reforma, ficou conhecido pelo seu vasto e eficaz ministério como teólogo, pregador e pastor, existe um outro aspecto do seu ministério, menos enfatizado entre as igrejas evangélicas no Brasil, que precisa ser resgatado em nossos dias, que é o aspecto social do seu ensino e prática pastoral. Continue lendo “João Calvino e a Responsabilidade Social”

João Calvino e a Religião

por João Calvino

Neste texto, Calvino nos fala da magnífica manifestação do conhecimento de Deus na obra da criação, enaltecendo o ser humano como evidência máxima da sabedoria divina. Fala da superstição humana e do engano dos filósofos, mostrando a perversidade de toda religião inventada pelo homem. Mostra que só a ordem natural é insuficiente para manifestar a plena natureza de Deus e considera a Bíblia como a fonte única do verdadeiro conhecimento de Deus, capaz de proteger o homem do erro na avaliação desse conhecimento. Conclui dizendo que o conhecimento que a Bíblia nos dá a respeito do conhecimento de Deus é superior ao conhecimento que dele nos oferece a obra da criação. Continue lendo “João Calvino e a Religião”

João Calvino e as Escrituras

por João Calvino

Para que Alguém Possa Chegar a Deus, O Criador, É Necessário Que Tenha A Escritura Por Guia e Mestra.

O Verdadeiro Conhecimento de Deus está na Bíblia.

Portanto, se bem que o fulgor que se projeta aos olhos de todos, no céu e na terra, retire totalmente toda base para a ingratidão dos homens – e ainda que Deus, para envolver o gênero humano na mesma culpa, mostre a todos esboçada nas criaturas, sua Divina Majestade -, é necessário, contudo, além disso, acrescentar outro recurso melhor, que nos dirija retamente ao próprio Criador do universo. Por isso, não foi em vão que Deus acrescentou a luz de Sua Palavra para fazer-Se conhecido para a salvação do homem. E considerou dignos deste privilégio a todos aqueles aos quais quis trazer, para perto de Si, mais aproximada e intimamente. Continue lendo “João Calvino e as Escrituras”

João Calvino – O Reformador

por Justo Gonzalez

“Carta ao Rei Francisco, mui poderoso monarca, cristianíssimo rei dos franceses, seu príncipe, João Calvino roga paz e salvação em Cristo. Quando inicialmente, lancei mão da pena para escrever esta obra, meu principal objetivo, ó Mui Preclaro rei, era o de escrever algo que, depois, pudesse ser apresentado diante de tua majestade. Meu objetivo era o de apenas ensinar certos rudimentos em função dos quais fossem instruídos, na verdadeira piedade, todos quantos são tocados por algum zelo de religião. Resolvi fazer este trabalho principalmente, por amor aos nossos compatriotas franceses, muito dos quais eu via famintos e sedentos de Cristo, e a muito poucos, porém, eu via imbuídos devidamente de conhecimento sequer modesto a respeito dEle. O próprio livro, composto de forma de ensinar simples e até chã, mostra que foi esta a intenção proposta.” Continue lendo “João Calvino – O Reformador”

A Mensagem da Reforma Protestante para hoje

Solano Portela

I. Por que Lembrar a Reforma?

Em 31 de outubro de 1517 Martinho Lutero pregou as suas hoje famosas 95 Teses na porta da catedral de Wittenberg. Periodicamente as igrejas evangélicas relembram aqueles eventos que, na soberana providência de Deus, preservaram viva a sua igreja. Muitos, entretanto, questionam essas comemorações e alguns chegam até a contestar a lembrança da Reforma. “Por que considerar o que aconteceu há quase 500 anos?” Seguramente muitos não estudam a Reforma por mero desconhecimento, por falta de informação, por não se aperceberem da sua importância na vida da igreja e da humanidade. Entretanto, muitos procuram um esquecimento voluntário daqueles eventos do século XVI. Continue lendo “A Mensagem da Reforma Protestante para hoje”