Amanda Cristina Franchini Berti (1982-2017)

Durante 13 anos eu tive o privilégio de conviver com a Amanda. Ela foi minha primeira namorada, a noiva mais linda que eu já vi, mas não tinha ideia que ela se tornaria uma esposa e mãe exemplar. Mulher forte, digna e honrada. Nos anos que passamos juntos ela sempre mostrou zelo pelo Senhor e um amor sem fim por sua família. Uma mãe exemplar, esposa fantástica e alguém apaixonada pela vida.

Infelizmente, nos últimos anos diferentes doenças iam aos poucos minando sua energia e vitalidade. Muitas visitas médicas, exames e uma sequência de notícias difíceis se tornaram rotinas na nossa vida. Mas, ela sempre estava pronta para os próximos passos e disposta e enfrentar o que viesse pela frente. Não lembro de ouvi-la reclamar, murmurar ou de pensar em desistir. Ela lutou como guerreira, mas sempre sensível aos seus filhos e ao seu marido. Sempre incentivando o melhor nos filhos e torcendo para que o seu marido continuasse a fazer o que tanto ama.

Mas hoje a luta dela terminou. Graciosa como sempre, a Amanda hoje foi encontrar seu Redentor. Livre de dores, sofrimento e pesar. Hoje ela encontrou a cura completa e perfeita para tudo aquilo que tanto a oprimia. Hoje, com Cristo ela experimenta pessoal e presencialmente aos benefícios eternos da graça que a salvou.

A saudade que ela deixa é sem fim. Sua família sofre de tristeza, com uma dor que não se pode medir. Mas ao mesmo tempo encontramos paz na bendita esperança da salvação, e conforto no fato de que hoje seu sofrimento teve fim.

Muito obrigado pelo apoio e pelas orações de todos vocês. Continuem orando por nós…

Soli Deo Gloria
Marcelo Berti

Porque Eu Acredito no Nascimento Virginal

Nessa aula, Marcelo Berti se propõe a:

  1. Identificar a fundamental importância teológica para a doutrina do nascimento virginal
  2. Avaliar o silêncio do NT a respeito do nascimento virginal de Jesus
  3. Comparar as principais sugestões de similaridade entre a história do nascimento de Jesus e alguns mitos greco-romanos
  4. Avaliar a plausibilidade histórica do nascimento virginal de Cristo

A versão em PDF da apresentação usada na aula pode ser vista aqui.

Em Chamas

Certa vez, um jovem cristão da igreja Assembléia de Deus e estudante de teologia participou de um culto onde um jovem evangelista pregava. Na ocasião, esse evangelista contou uma história que o jovem estudante de teologia já conhecia, e sabia que o evento não tinha acontecido tal como contava o evangelista. Na manhã seguinte, ele resolveu abordar o evangelista para ajudá-lo a entender melhor a história. Infelizmente seus esforços não foram recebidos com muito entusiasmo, e no culto noturno no mesmo dia, aquele jovem evangelista falou uma das frases que marcaria sua vida: “Eu prefiro ser um tolo em chamas, do que um teólogo no gelo.” Naquele momento ele percebeu que havia encontrado um tolo em chamas, mas que não gostaria em hipótese nenhuma ser um teólogo no gelo. Foi nessa ocasião que ele decidiu ser um teólogo em chamas! Continue lendo “Em Chamas”

Sobre Servos e Remadores

“Portanto, que todos nos considerem como servos de Cristo e encarregados dos mistérios de Deus.” 1 Coríntios 4:1

Para a igreja em Corinto, Paulo parece fazer um grande esforço parar demonstrar que como apóstolo de Cristo, ele não passa de um servo dos seus irmãos. São várias as metáforas e analogias que Paulo usa para demonstrar que a liderança cristã é mais uma oportunidade de serviço do que de senhorio. Continue lendo “Sobre Servos e Remadores”

A história, Jesus e a Trindade

Um dos desafios de se manter um blog de teologia na Internet, é responder algumas perguntas teológicas de pessoas que não participam da fé cristã. É muito difícil estabelecer um campo conceitual em comum para dialogar sobre um assunto que temos como verdade com pessoas que a priori a rejeitam. Nesses pouco mais de oito anos de Teologando, já aprendi muito nesses diálogos, e acredito que ainda posso aprender mais. Continue lendo “A história, Jesus e a Trindade”