Por que sou contra o aborto

Poucas coisas nesse mundo causam-me desgosto. Por assumir uma visão normativamente negativa da humanidade, acredito que a existência e a prática de atos deploráveis são possíveis aos homens, em qualquer época e lugar, religião ou filosofia, por qualquer razão ou falta dela, a quem quer que seja por quem quer que for. E isso é claramente demonstrado na experiência humana, seja nos livros de história ou nas histórias do Datena. Num mundo com claras tendências ao mal, tenho a convicção de que a maldade do homem pode ser  manifesta de diferentes modos e a qualquer momento. Entretanto, a questão da luta pela liberdade do aborto me causa um amargo desgosto.

Continuar lendo “Por que sou contra o aborto”

Majoração, Minoração e Redenção: Um Ensaio Sobre a Questão da Maioridade Penal

O DILEMA DA REDENÇÃO SOCIAL A sociedade moderna, inspirada pelos princípios do Iluminismo, entende que a solução para os problemas sociais da corrupção, violência e injustiça está na educação. Sustenta-se a ideia de que a educação é o agente redentor de uma sociedade marcada por males, como o é a sociedade brasileira.[1] A lógica é simples: … Continuar lendo Majoração, Minoração e Redenção: Um Ensaio Sobre a Questão da Maioridade Penal

Faça um bom uso da Internet: Faça Teologia

Não precisa ser nenhum especialista em tecnologia para saber que grande parte do que existe na Internet não merece ser acessado. Não apenas em função daquele tipo de informação ignorante, mas também daquele tipo de conteúdo imoral. Por outro lado, sabendo utilizar esse recurso, o estudante das escrituras pode se beneficiar e muito das vantagens … Continuar lendo Faça um bom uso da Internet: Faça Teologia

Exegese e Tecnologia: Um guia para o estudante das escrituras

Estudar teologia sempre foi uma tarefa desafiadora. Exige-se muito tempo, muito esforço, muita dedicação, mas nada se compara com o trabalho necessário para se fazer uma exegese bem feita. A própria natureza da exegese fez com que essa atividade teológica fosse relegada a poucos. Também pudera: A aptidão para investigar detalhes linguísticos, léxicos, gramaticais, sintáticos, morfológicos ou ainda a constituição literária, estrutural de determinado texto exigia do teólogo uma dedicação sobrehumana, que além do conhecimento técnico da empreitada, exigia ainda o acesso a livros caros, pesados e de difícil manuseio. Não é à toa que são poucos os que realmente se dedicam a essa atividade teológica. Continuar lendo “Exegese e Tecnologia: Um guia para o estudante das escrituras”

Eu também tenho um sonho

No dia 28 de Agosto de 1963 nos degraus do Lincoln Memorial em Washington D.C., Martin Luther King proferiu um discurso que defendia a integração e relacionamento interracial nos Estados Unidos que ficou internacionalmente conhecido como “I have a dream” (Eu tenho um sonho). O sonho de Martin Luther King era fundamentado no sonho americano de liberdade e igualdade, no qual descendentes de escravos e filhos de donos de escravos pudessem viver em harmonia, de modo que as crianças pudessem viver em uma nação que não julga a cor da pele, mas que se interessa pelo conteúdo do seu caráter. Seu sonho alimentou centenas de milhares de pessoas ao redor do mundo, e seu discurso inflamou outras centenas de milhares na luta pela igualdade e liberdade ao redor do mundo. Seu sonho foi revolucionário, e ainda hoje é desafiador. Continuar lendo “Eu também tenho um sonho”

Uma coisa eu sei…

ἓν οἶδα ὅτι οὐδὲν οἶδα*

No dia 26 de Junho de 2015, a Suprema Corte dos Estado Unidos aprovou o casamento de pessoas do mesmo sexo em todo o país, uma notícia que repercurtiu o mundo, como uma vitória de um povo sem reconhecimentos e sem os direitos que tanto almejavam. O próprio presidente do EUA, Barack Obama, twittou em tom comemorativo: “Love Wins” (O amor vence). Evidentemente, essa decisão não foi bem recebida pela comunidade cristã ao redor do mundo. Quase que imediatamente, pastores, teólogos, igrejas, seminários e muitos outros cristãos anonimos começaram a usar as mídias sociais para darem o seu parecer sobre o assunto. Continuar lendo “Uma coisa eu sei…”

Querido Comediante

NOTA DO EDITOR: Esse artigo é uma resposta ao artigo Querido Pastor, escrito pelo comediante Gregorio Duvivier e publicado pela Folha de S.Paulo. Nesse artigo, Duvivier escreve uma carta a um pastor como se fosse Jesus, e o tenta convencer que ele é de fato de esquerda. Como o artigo é uma peça de humor, resolvi responder do mesmo modo, escrevendo-lhe uma carta como se fosse Wormwood um demônio, que por sinal foi retirado do livro Screwtape Letters escrito por C.S. Lewis (Cartas de um Diabo ao seu Aprendiz). No livro, Wormwood é um diabo aprendiz que trabalha debaixo das orientações de Screwtape, um diabo mais experiente que também é seu tio. No nosso artigo, Wormwood já aprendeu o suficiente e agora escreve suas próprias cartas.


Querido Comediante,

Aqui quem fala é o Wormwood. Pois é, eu finalmente aprendi o suficiente e posso agora escrever minhas próprias cartas. É bom saber que você está no caminho certo, e usa da ironia como ninguém. Talvez você não me conheça, mas eu nasci há pouco mais de dez mil anos atrás. Aliás, a escola de pensamento que você defende, foi meu chefe que inventou. Essa coisa de falar sobre aquele outro cara de modo debochado já fez história na voz de muitos pensadores inteligentes, mas você faz de um jeito todo especial: Você coloca suas ideias na boca dele, como se ele de fato concordasse com você. Parabéns, isso será certamente eficiente entre os seus páreas. Mas, como um iniciante nesse trabalho, isso já é grande coisa. Continuar lendo “Querido Comediante”

Sugestões para Apologetas

Defender a fé cristã é parte do Cristianismo desde o seu nascimento. Homens e mulheres do presente e do passado dedicaram suas vidas para apresentar a fé cristã de modo compreensível e acessível especialmente para aqueles que são críticos da mesma. Foi Priscila e Áquila que defenderam e apresentaram a fé cristã a Apolo (At.18-19); foi Paulo quem defendeu a fé em Atenas entre filósofos (At.17); foi Pedro que defendeu e apresentou a fé cristã entre os judeus (At.2). Diferentes métodos e abordagens foram usadas nas escrituras, mas o objetivo era sempre o mesmo: Defender a Jesus Cristo como o centro da fé cristã.

Continuar lendo “Sugestões para Apologetas”

Afinal, o cristão pode beber?

Desde que iniciei uma série sobre o Vinho nas Escrituras, muitos leitores tem enviado questões relacionadas ao consumo de bebidas alcoólicas. Apesar de ter deixado uma breve apresentação da minha visão sobre o assunto no primeiro artigo da série,  O Vinho a Escritura e o Cristão, resolvi escrever esse artigo com a intenção de apresentar as diferenças de opinião sobre o assunto. Minha intenção nesse artigo é apenas demonstrar que existem entre os cristãos quatro diferentes respostas à pergunta: “Afinal, o cristão pode beber?” Entretanto, no final desse artigo, também apresento como eu entendo essa questão e convido o leitor a refletir sobre a questão. Continuar lendo “Afinal, o cristão pode beber?”

Você não precisa de um chamado missionário

livro-do-YagoO livro Você não precisa de um chamado missionárioé o primeiro livro de quatro livros da série  A Grande Comissão é maior do que você imagina a ser publicada pela BTBooks. É também o primeiro livro publicado por Yago Martins, professor e diretor da Academia de Formação em Missões Urbanas em Fortaleza, CE e co-apresentador do programa Dois Dedos de Teologia. Yago é um jovem apaixonado tanto pelas escrituras como pela Missio Dei e com esse livro nos brinda com uma importante contribuição para a reflexão evangelística da igreja brasileira.

Continuar lendo “Você não precisa de um chamado missionário”